NBA

Os 7 melhores momentos da NBA de 2018

2018 já acabou mas achamos por bem ilustrar 7 momentos marcantes da temporada passada da NBA. Entre uns Golden State Warriors (novamente) campeões e a chegada de LeBron a Los Angeles aqui ficam os 7 momentos que destacamos de 2018!

1.º Kobe Bryant vence Óscar de “Melhor Curta de Animação”

Não se trata de NBA, mas foi um dos momentos de 2018. Kobe Bryant foi premiado com o Óscar de “Melhor Curta de Animação” pelo seu Dear Basketball. A lenda da NBA foi argumentista, narrador e produtor executivo da obra que transforma em animação a carta de despedida que Kobe escreveu ao The Player’s Tribune. Escrita em Novembro de 2015 a carta anuncia a despedida de Kobe do Basquetebol.

2.º James Harden é o MVP da NBA

Pela 1.ª vez na carreira James Harden venceu o prémio de Most Valuable Player (MVP) depois de alcançar médias de 30.4 pontos, 8.8 assistências e 5.4 ressaltos durante a temporada regular, conduzindo os Houston Rockets ao melhor registo da sua história: 65 vitórias e 17 derrotas.

3.º Os Warriors fazem o “bi” e adicionam à equipa DeMarcus Cousins

Três títulos em quatro anos e seis no geral. É este o registo atual dos Golden State Warriors, cada vez mais eternizados na história da NBA, conquistando dois quando o franchise estava em Filadélfia e quatro em Oakland: 1947, 1956, 1975, 2015, 2017 e 2018. Para além do domínio evidenciado, a formação da Bay Area ainda adicionou outra estrela ao plantel, DeMarcus Cousins.

4.º LeBron James reforça os Los Angeles Lakers

Os rumores confirmaram-se e, aquilo que se esperava ser a novela do Verão, resolveu-se mais cedo que previsto. LeBron James, que chegou por 8 vezes consecutivas às finais da NBA ,estará agora, pela a primeira vez, a disputar a conferência oeste ao serviço dos Los Angeles Lakers. Será que volta às finais já este ano?

5.º Manu Ginobili retira-se do Basquetebol

Nos San Antonio Spurs desde 2002, Manu Ginobili conquistou 4 anéis, foi 2x All-Star, uma vez nomeado para 6th Man Of The Year, e fez parte por duas ocasiões da All-NBA Third Team. Ginobili notabilizou-se, de igual forma, pelas vitórias ao serviço da Seleção Nacional argentina. Na Seleção das Pampas, Ginobili conquistou o Ouro Olímpico em 2004 (Atenas), o Bronze em 2008 (Pequim) e a Prata no Campeonato do Mundo de 2002 (Indianápolis). No dia 27 de Agosto decidiu colocar um ponto final na carreira.

6.º Derrick Rose marca 50 pontos (máximo de carreira)

O MVP da fase regular em 2011 merecia isto. Assombrado por lesões desde então, está a tentar atingir o seu nível e na vitória dos Minnesota Timberwolves sobre os Utah Jazz (128-125) conseguiu o seu máximo da carreira, ao marcar 50 pontos. Uma performance histórica pelos números, mas sobretudo pelo espírito de resiliência e força de vontade demonstrados por Derrick Rose.

7.º Luka Doncic chega à NBA

Por esta altura não sabíamos que o fenómeno Luka Doncic se adaptaria tão bem à nova realidade da NBA, mas o que é certo é que o jovem de 19 anos deixou Madrid (onde conquistou tudo) para reforçar os Dallas Mavericks. A época na NBA está praticamente a meio e é quase certo que o Rookie do Ano vai ser o esloveno que encantou a Europa e que agora faz delirar os norte-americanos.

Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.