LPB

Entrevista – João Guerreiro

Estivemos à conversa com João Guerreiro, reconhecido “atirador” da equipa de Oliveira de Azeméis, que falou da sua carreira e do embate das finais diante do FC Porto.

1. Com a tua formação feita sempre em equipas do Algarve, Setúbal e nos centros de treinos, que momentos recordas da tua infância?

Foram anos de treino muito intensos e de grande nível de exigência. Começávamos o dia às 06h00 com treinos antes de ir para as aulas e acabávamos a treinar depois das aulas. Mas o ambiente excelente que havia entre todos e a bagagem que trouxe de lá compensaram.

2. A tua carreira andou sempre por terras portuguesas. Todos conhecem o Barreirense como uma grande escola de formação de jovens para o basquetebol. Como vês a tua passagem pelo clube?

A passagem pelo Barreirense foi um ponto muito importante na minha formação. Fui para lá ainda bastante jovem, com apenas 16 anos, e aos 17 já estava a jogar na equipa sénior! Tive a oportunidade de trabalhar com treinadores experientes, exigentes e com um excelente conhecimento da modalidade, ganhei muitos títulos – sem dúvida uma experiência muito positiva neste meu percurso no basquetebol português.

3. O Vitória tem nos seus adeptos um símbolo do apoio aos jogadores que lá passam. Como foi a tua relação com o ambiente do Norte?

Os adeptos vitorianos são especiais, apoiam incondicionalmente o clube da terra, em todas as modalidades, como nenhum outro. Serão sempre um público cativante para mim. Mas, estou também muito satisfeito por ter encontrado adeptos tão fiéis aqui na Oliveirense.

4. Chegaste à Oliveirense este ano e as coisas não podiam estar a correr melhor. Depois de na 1ª fase terem ficado em 2º lugar, e na 2ª fase terem mesmo conseguido o 1º lugar, agora chegam os playoffs. A casa da UDO é conhecida por ser uma passagem difícil para os adversários, que opinião tens sobre o factor-casa da Oliveirense nesta final?

Os nossos adeptos têm sido incríveis! O apoio deles, tanto nos jogos em casa como fora, tem sido imprescindível e muito importante para os ótimos resultados que temos conseguido. Sem duvida que eles dificultam bastante a tarefa aos nossos adversários. Esperamos que nos continuem a apoiar até ao final da época!

5. Até à data têm um registo muito positivo da temporada e ainda falta o grande momento. Que resumo ja consegues fazer desta temporada?

Desde o início do campeonato até agora que fomos aumentando o nível do nosso jogo, o que nos permitiu chegar agora à final do campeonato em ótima forma. Grande parte dos nossos bons resultados deve-se a uma grande entrega e ao excelente trabalho e profissionalismo de todo o staff, jogadores e dirigentes ao longo do decorrer da temporada.

6. Nos playoffs já venceram o Lusitânia e o Vitória. O que esperas desta final contra o Porto, que recentemente eliminou o Benfica, atual campeão da liga?

Tanto o Porto, como o Benfica, são duas equipas muito fortes da nossa liga. Acabou por ser o Porto a passar para a final connosco. É uma equipa com ótimos jogadores a título individual, com boas soluções coletivas e que nos podem causar algumas dores de cabeça. Mas nós temos toda a equipa bastante focada, muito unida e muito motivada para fazer os impossíveis para vencer os próximos jogos. Estamos todos a procura de um objetivo comum. Já demos muitas provas ao longo desta temporada daquilo que sabemos fazer (bem). As finais são para se ganhar.

7. Aos 28 anos ainda tens muito para dar no basquetebol nacional. O que pensas fazer no teu futuro?

O meu objetivo é dar sempre o meu melhor contributo possível, quer no meu clube, quer na seleção. Trabalhar todos os dias para ser melhor jogador do que ontem.

Perguntas e respostas rápidas:

Qual o teu jogador favorito?

Michael Jordan

Qual a tua equipa de eleição da NBA?

Gosto muito dos Spurs mas este ano gostei muito da prestação dos Boston.

Qual o treinador mais importante da tua carreira?

Todos deram o seu contributo, à sua maneira, com aspetos diferentes, para que eu me tornasse um jogador melhor e mais completo. Por isso, foram todos importantes para a construção da minha carreira.

Qual o jogador mais difícil que tiveste que defender?

Zaza Pachulia

Qual o teu 5 ideal da Liga Placard?

1 – José Barbosa
2 – José Silva
3 – Will Sheehey
4 – Arnette Hallman
5 – Eric Coleman

Qual o teu 5 de sonho na NBA?

1 – Allen Iverson
2 – Michael Jordan
3 – Kobe Bryant
4 – Lebron James
5 – Shaquille Oneil  (Nowitzki e Porzingis)

Que comecem as finais! 🏀🇵🇹

Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *